A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) autorizou o governo do Tocantins a realizar uma operação de crédito, no valor de R$1 bilhão, com o Banco do Brasil. Esse recurso, que será destinado ao Plano de Pavimentação, Recuperação e Conservação das Rodovias do Estado, foi obtido após articulação do Governador Wanderlei Barbosa, em Brasília, com a Bancada Federal tocantinense.

“Estado com sua administração bem planejada consegue recurso antecipado”, disse o governador, assegurando que o Tocantins possui capacidade de pagamento para a contratação; por isto, foi certificado pela STN.

De acordo com Wanderlei Barbosa, as obras, além de promover o turismo no estado, garantirão, dentre outros benefícios, a continuidade dos serviços logísticos necessários ao desenvolvimento da economia, com o escoamento da produção do agronegócio e da mineração.

Antes da aprovação desse crédito, uma lei nesse sentido foi sancionada e publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), pelo governador, em dezembro do ano passado, já com a autorização da Assembleia Legislativa.

Foto: Antônio Gonçalves/ Governo do Tocantins

Segundo o Secretário do Planejamento e Orçamento do Estado (Seplan) Sergislei Silva de Moura, a assinatura da operação de crédito com o banco ocorrerá em, no máximo, 50 dias.

A liberação do recurso se dará em duas etapas: R$300 milhões em 2023 e R$700 milhões em 2024. O governo do estado informou que 30 trechos rodoviários, devido às péssimas condições, já estão com obras em andamento. O Plano de Pavimentação, Recuperação e Conservação das Rodovias do Estado, lançado ano passado, por meio da Agência de Transportes Obras e Infraestrutura (Ageto), prevê investimentos de R$2 bilhões para recuperar e construir estradas em todo o estado.

Rede Jovem News